STF começa a julgar acusados de mandar matar Marielle Franco

Nesta terça-feira (18), a Primeira Turma do STF (Supremo Tribunal Federal), irá julgar as denúncias contra os supostos mandantes da morte da vereadora Marielle Franco (PSOL). Os acusados são o conselheiro do TCE-RJ Domingos Brazão, o deputado federal Chiquinho Brazão e o delegado Rivaldo Barbosa.

Os ministros terão que decidir se vão tornar os acusados réus diante da ausência de provas sobre os principais pontos da delação do ex-policial militar Ronnie Lessa, que levou a prisão dos acusados.

Lessa afirmou em delação, o pedido dos irmãos Brazão para o crime contra a vereadora Marielle e seu motorista Anderson Gomes. O delegado Rivaldo Barbosa teria orientado a melhor forma de executar o crime.

Além da acusação por homicídio, a PGR também denunciou os Brazão por organização criminosa.

Segundo os advogados dos irmãos Brazão, o julgamento terá início sem que eles tenham acessado elementos relevantes para construir as respostas às acusações e para a elucidação do caso, e ainda vão questionar ao relator do caso, o ministro Alexandre de Moraes, sobre o papel do foro especial.

O julgamento será decidido pelos votos do relator, Alexandre de Moraes, e dos ministros Cristiano Zanin, Cármen Lucia, Luiz Fux e Flávio Dino.

 

 

 

Tags

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram