Preço da gasolina no DF ultrapassa R$ 6 por Litro

Consumidores brasilienses foram surpreendidos com um reajuste de R$ 0,15 na distribuição que não havia sido repassado ao consumidor entre 1º de janeiro e 7 de julho de 2024

Nesta quarta-feira (10), o preço do litro da gasolina comum nos postos do Distrito Federal ultrapassou a marca dos R$ 6. Até então, o valor variava entre R$ 5,84 e R$ 5,89. A alta de mais de R$ 0,20 resulta de uma série de reajustes, tanto pela Petrobras quanto pelas distribuidoras, que impactam diretamente o bolso do consumidor.

Na segunda-feira (8), a Petrobras anunciou um aumento de R$ 0,20 no preço da gasolina Tipo A, produzida nas refinarias sem adição de etanol, elevando o valor para R$ 3,01 nas distribuidoras antes de ser enviado aos postos.

Como a gasolina Tipo C, vendida nos postos, é composta por 73% de gasolina Tipo A e 27% de etanol anidro, o reajuste da Petrobras teria um impacto médio de R$ 0,15 por litro nas bombas. Além disso, as distribuidoras elevaram o preço do etanol anidro em R$ 0,05 por litro nas últimas semanas, devido a movimentações no mercado usineiro. Isso resultou em um aumento total esperado de R$ 0,20.

No entanto, o aumento foi ainda maior. Isso ocorreu porque os postos compram combustível das distribuidoras não diretamente da Petrobras — e houve um reajuste de R$ 0,15 na distribuição que não foi repassado ao consumidor entre 1º de janeiro e 7 de julho de 2024. O reajuste adicional pegou os consumidores brasilienses de surpresa.

Além do aumento da gasolina, o preço do litro de etanol hidratado, usado para abastecer carros a álcool, aumentou R$ 0,10. O botijão de gás de cozinha (GLP) de 13 kg também sofreu reajuste, subindo R$ 3,10, passando a custar R$ 34,70.

Os consumidores do Distrito Federal agora enfrentam um impacto financeiro significativo com esses aumentos, que vêm em um momento de pressões econômicas já elevadas.

Tags

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram