Justiça condena Lula e Boulos por propaganda indevida

Nesta sexta-feira (21), o juiz eleitoral Paulo Sorci, da 2ª Zona Eleitoral de São Paulo, condenou, o presidente Lula (PT) e o pré-candidato a prefeito Guilherme Boulos (PSOL) ao pagamento de multas por propaganda antecipada. Lula terá que pagar R$ 20 mil de multa. Para Boulos, o valor imposto é de R$ 15 mil. Decisão ainda cabe recurso.

Na ocasião, Lula e Boulos participaram de evento organizado por centrais sindicais no Dia do Trabalhador, 1º de maio, na Neo Química Arena, estádio do Corinthians, zona leste de São Paulo.

“Esse jovem, ele está disputando uma verdadeira guerra aqui em São Paulo. Ninguém derrotará esse moço aqui se vocês votarem no Boulos para prefeito de São Paulo nas próximas eleições. E eu vou fazer um apelo, cada pessoa que votou no Lula em 89, em 94, em 98, em 2006, em 2010, em 2018, em 2022, votar no Boulos para prefeito de São Paulo”, disse Lula.

A decisão atende a pedidos dos partidos Novo, MDB e PP (da coligação do atual prefeito, Ricardo Nunes) e PSDB (que lançou a pré-candidatura de José Luiz Datena).

Em nota, a assessoria de Boulos informou que a pré-campanha irá recorrer da decisão.

 

 

Tags

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram