Jair Renan deixa gabinete bolsonarista para disputar eleições

Jair Renan é alvo de investigações por supostamente usar um documento com informações falsas sobre a sua empresa

Nesta segunda-feira (1º), o filho ’04’ do ex-presidente Jair Bolsonaro, Jair Renan Bolsonaro, foi exonerado do gabinete do ex-secretário da Pesca, o senador Jorge Seif (PL-SC), para disputar as eleições deste ano em Santa Catarina.

Desde março do ano passado, Jair Renan ganhava R$ 11,6 mil para trabalhar como auxiliar parlamentar pleno para o senador Jorge Seif.

A legislação eleitoral prevê que servidores públicos, precisam se afastar dos cargos três meses antes do primeiro turno das eleições, marcado para 6 de outubro neste ano.

Jair Renan é alvo de investigações por supostamente usar um documento com informações falsas sobre a sua empresa, a Bolsonaro Jr. Eventos e Mídia, para obtenção de empréstimo bancário, que não foi pago.

Na última semana, o agora pré-candidato foi denunciado pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT),  por crimes contra a ordem tributária, falsidade ideológica e uso de documento falso.

 

Tags

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram