Fotos Públicas mostram teatro macabro feito por senadores bolsonaristas com plateia infantil

Nessa segunda-feira (17), o Senado Federal esteve diante de uma audiência ‘macabra’ sobre a assistolia fetal como método legal de aborto. Estudantes de uma escola pública do Distrito Federal estavam no plenário durante a ‘apresentação‘.

Foto: Saulo Cruz / Fotos Públicas / Agência Senado

Senadores bolsonaristas contrários à interrupção legal da gravidez, orquestraram essas cenas que foram vistas por várias crianças. Convidada pelo Senador Eduardo Girão, a contadora de histórias Nyedja Gennari, performou: “Nããããão! Não acredito! Essa injeção! Essa agulha! Não! Quero continuar vivo!”

A performance no plenário do Senado Federal durou cerca de cinco minutos e foi descrita por alguns presentes como ‘palco de teatro macabro e de má qualidade’.

As cenas causaram irritação no presidente da casa, Rodrigo Pachego (PSD-MG), que já deixou claro seu ponto de vista sobre o projeto, caso ele vá para discussão no Senado Federal.

Ao contrário de defender as crianças, os bolsonaristas expuseram elas durante a audiência no plenário do Senado.

Foto: Saulo Cruz / Fotos Públicas / Agência Senado

O debate ocorre em meio à polêmica em torno do PL 1094/24, atualmente em discussão na Câmara dos Deputados, que propõe equiparar o aborto realizado após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio simples.

 

Tags

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram