Dino rebate críticas de Lula sobre intervenções do STF

Ministro argumentou que STF tem que lidar com temas controversos quando estes não encontram solução nos outros poderes constituídos

O ministro Flávio Dino, do Supremo Tribunal Federal (STF), rebateu as críticas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à decisão da Corte que descriminalizou o porte da maconha. Em sua participação no Fórum de Lisboa, evento organizado pelo ministro Gilmar Mendes, Dino defendeu que o tribunal é frequentemente confrontado com questões polêmicas devido à intensa “conflagração” social no país.

Outros posicionamentos

Além de Dino, Luís Roberto Barroso, presidente do STF, reiterou que o papel do Supremo é julgar conforme as leis e a Constituição. O presidente da Corte preferiu se manter neutro e não polemizar diretamente com Lula sobre as críticas à decisão do Tribunal. Já o ministro Luiz Fux, durante o julgamento sobre o porte de maconha, alertou sobre os riscos de o STF avançar em temas alheios à competência do Tribunal e sublinhou que “o Brasil não tem um governo de juízes”.

Dias Toffoli, outro membro do STF, recentemente apontou que “se tudo acaba no Judiciário, é uma falência dos outros órgãos decisórios”. A visão é compartilhada por Flávio Dino, que argumentou que o STF se vê obrigado a lidar com temas controversos quando estes não encontram solução nos outros poderes constituídos. Ele enfatizou que o tribunal não pode se omitir de tomar decisões diante de tais conflitos, que refletem as divisões na sociedade brasileira.

 

 

 

 

Tags

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram