Deltan critica STF após decisão que o condenou a pagar mais de R$ 75 mil a Lula

O deputado federal cassado Deltan Dallagnol (Novo-PR) não poupou críticas ao Supremo Tribunal Federal (STF), após a Primeira Turma rejeitar recursos contra a decisão que condenou o ex-deputado a indenizar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em R$ 75 mil pelo “caso do Power Point”.

Dallagnol criticou o Supremo, destacando uma visão de injustiça em comparação com o tratamento dado a Lula em casos judiciais anteriores. Segundo ele, “Lula não foi obrigado a reembolsar nenhum valor à sociedade, mesmo após condenações em três instâncias por desvios de dezenas de milhões de reais“

Na época, Dallagnol montou uma apresentação em PowerPoint para ilustrar a denúncia oferecida contra Lula pelo caso do tríplex do Guarujá. A indenização por danos morais foi julgada e determinada em 2022.

O caso foi discutido em sessão virtual entre 31 de maio e 10 de junho. Os ministros Flávio Dino, Alexandre de Moraes e Luz Fux seguiram o voto da relatora, Cármen Lúcia.

 

Tags

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram