Águas Lindas de Goiás: Um tabuleiro político sob tensão

O custo para um cadeira de prefeito em Águas Lindas é flagrado em gravação envolvendo políticos, lobistas e empresários

Por: Mino Pedrosa

 

A eleição municipal que acontecerá em todo o Brasil neste ano, já movimenta as cidades em torno do Distrito Federal. Nesse contexto, crimes já estão sendo cometidos. A Justiça Eleitoral não terá muito trabalho em desvendar a “compra” de apoio político e de votos, por exemplo, na cidade de Águas Lindas de Goías.


Invadida por um “forasteiro” de Brasília, com o nome de Fábio Campos, a cidade passou a enfrentar problemas políticos sérios. Lobo em pele de cordeiro, Campos vêm praticando eventos de caráter social, mas esconde a “compra” de apoios políticos por parte do “forasteiro”.

Gravações revelam o “modus operandis” do articulador político. Nos áudios Fábio Campos desabafa após ter feito investimentos milionários, vendendo patrimônio, para pagar lideranças políticas da cidade de Águas Lindas.

Os benefícios entregues aos políticos da região, porém, vêm com um preço. Já endividado, o “forasteiro” mira valores destinados a áreas como educação, saúde, obras e transporte. Se eleito, já que também é candidato a prefeito, a busca pelo investimento feito se concretizará e levará a população a sentir o peso de um governo local ineficaz.

Conhecido lobista em Brasília, Fábio Gonçalves Campos foi alvo da operação Falso Negativo, que apurava corrupção no sistema de saúde do Distrito Federal durante a pandemia de Covid-19. À época, Fábio Campos foi flagrado com uma grande quantidade de dinheiro em seu carro, tendo a polícia apreendido mais de R$ 300 mil em espécie e em moedas estrangeiras.

A “compra” do apoio político, em especial, entre os vereadores não foi isolado, mas contou com o apoio, nos bastidores, dos irmãos Sóstenes e Rogemberg Barbosa. Empresários, os irmãos atuam como operadores junto à prefeitura.

Buscando o apoio do vice-prefeito Lucas Antonietti, Fábio Campos tem sido surpreendido, contudo, com a atuação do político Hildo do Candando, influente na região. Alinhado com o prefeito de Goiânia, Hildo fechou um acordo junto ao partido para indicar o vice na chapa de Antonietti, político que estaria apoiando Fábio Campos.

Já os irmaõs Barbosa garantem que Lucas Antonietti apoiará Fábio Campos, que teme ser passado para trás. Este é apenas um vislumbre do tumulto político que assola a cidade e que não dará muito trabalho à Justiça Eleitoral. A narrativa é de intrigas, corrupção e promessas vazias, enquanto os interesses legítimos da população ficam à margem dessa disputa pelo poder.

Tags

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram